Bolinha: a destreza e graça dos cães embaixo d'água


O fotógrafo americano Seth Casteel descobriu, por acidente, um novo ângulo para fotografar cachorros: embaixo d'água. Na imagem ao lado, o border collie Gidget, de seis anos.

'Às vezes tudo o que é necessário é uma bola e um convite a entrar na água', diz Casteel. Para esta série de fotos, ele trabalhou em uma piscina com mais de 250 cães. Ao lado, o pastor australiano mestiço Jackie alcança a bola de tênis.

O cachorro desta foto, o cavalier king charles spaniel Buster, foi o responsável pela ideia de Casteel. 'Deveria ser um ensaio em terra firme, mas não demorou muito para que Buster mergulhasse na piscina, saindo de lá como um cachorro completamente diferente', relembra.

'Eu me virava como podia, mas logo percebi que aquelas não eram as fotos de que eu precisava. Então pensei: huuum, como será a aparência dele embaixo d'água?', conta o fotógrafo. Na imagem, o buldogue inglês Coraline.

A maioria dos cachorros, segundo Casteel, nunca estivera embaixo d'água até participar das fotos. Mas eles participaram por vontade própria e se divertiram bastante. Ao lado, o pastor-belga tervueren Raika.

Animais da raça dachshund, como Rhoda, na foto ao lado, são dos que mais se transformam embaixo d'água. 'Se você olhar para um dachshund não verá nenhum traço de lobo, mas o traço está lá embrenhado em algum lugar dentro do cão', diz Casteel. 'Minha série de fotos mostra um lado do mundo canino que não conseguimos enxergar.' As imagens estão no livro 'Cachorros submarinos', publicado no Brasil pela Editora Intrínseca.
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: