Confira a lista de alguns animais ameaçados

Menos de 900 indivíduos da espécie continuam vivos em quatro parques nacionais. Além dos humanos, seus únicos predadores são os leopardos. O desmatamento acabou com o habitat natural e a proximidade com cidades aumenta o risco de transmissão de doenças, como gripe, pneumonia e até o ebola
Na natureza, o rinoceronte, seja o negro ou o branco, não tem nenhum predador natural além do próprio homem. Além da caça em busca de seus chifres, a espécie também perdeu espaço de seu habitat para o desenvolvimento de cidades.
A cada ano, 8% da população de elefantes africanos que resta no continente é vítima de caçadores ilegais. Nativo de 37 países, o elefante é vítima do desejo pelo marfim, muito usado em joias e artefatos religiosos.
Declarado como vulnerável desde 1996, o leão africano já foi regionalmente extinto em sete países. A perda de seu habitat natural para o homem fez com que a espécie se tornasse uma presa fácil para os fazendeiros.
Endêmicas de 15 países, as zebras africanas são muito procuradas por caçadores que vendem as suas peles. Elas também perderam espaço de seu habitat natural para o homem
Na Amazônia, o único predador do boto-cor-de-rosa é o homem, por causa da sua carne. Contudo, o motivo não é nobre, como a subsistência, mas sim para transformar a carne do animal em isca de pesca
Ao mesmo tempo em que demonstra ser dócil, o boto e os pescadores têm conflitos históricos. O mamífero aquático é famoso por romper redes de pesca e levar prejuízo aos ribeirinhos. Ainda assim, a caça desenfreada gera um dano inestimável para o meio ambiente
O peixe-boi-marinho, um dos mamíferos aquáticos em maior risco de extinção no mundo, foi muito caçado no litoral brasileiro. Hoje, calcula-se que existam apenas 500 exemplares
Sob a justificativa de participação de um projeto de repovoamento internacional, o governo brasileiro está disposto a abrir mão de cinco exemplares. Ao invés de heroica, a medida demonstra o descaso com a ciência nacional.
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: