Pinguim se envolve em confronto sangrento após encontrar fêmea com 'amante'

Vídeo da National Geographic viralizou nas redes sociais
Um trecho de um documentário da National Geographic lançado na última sexta-feira viralizou nas redes sociais ao mostrar uma violenta briga entre dois pinguins.

Da BBC -

O motivo? Ciúmes.

O vídeo de cinco minutos exibe o confronto sangrento iniciado por um pinguim macho que, ao retornar para o ninho após um ano, encontra sua parceira com um "amante".

A época de reprodução dos pinguins acontece em meados de outubro.

"76% dos pinguins se acasalam com o mesmo parceiro durante toda a vida", explica a jornalista Delaney Chambers, da National Geographic.

"A fêmea só se acasala com outro quando seu parceiro morre; são raros os casos em que isso acontece quando o macho ainda está vivo", acrescenta.

As imagens mostram que, ao se deparar com o amante instalado em seu ninho, o macho dá início ao confronto.

Pouco a pouco, a luta começa a ganhar contornos violentos. Os pinguins usam as asas e os bicos como armas.

Diferentemente de muitas aves, que têm ossos ocos nas asas, os dos pinguins são sólidos. Além disso, esses animais têm bastante força nos bicos, usados para cavar o chão.

"As asas dessas aves, como não voam, são muito fortes e podem causar grande dano. Eles podem golpear até oito vezes por segundo", explica Delaney.

76% dos pinguins se acasalam com mesmo parceiro durante toda vida
Depois de alguns minutos, os machos interrompem a briga e chamam a fêmea para solucionar o impasse.

Ela decide, então, ficar com o "amante". Resta ao marido abandonar o local.
Mas ele não se dá por vencido e segue o casal até o ninho. Ali a batalha recomeça, e fica cada vez mais violenta.

"Finalmente, a fêmea sai do ninho e opta novamente pelo amante. O marido percebe que não há outra alternativa senão deixar o ninho e buscar outro local para passar a época de acasalamento", descreve o narrador do documentário.
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: