ONG alemã registra nascimento de ararinha-azul, ave ameaçada no Brasil

Marcus, exemplar de ararinha-azul, nasceu há 19 dias em Berlim, na Alemanha. (Foto: Patrick Pleul/DPA/AP)
"Exemplar foi batizado de Marcus e está em Berlim. É a quarta ave desta espécie a nascer na organização da Alemanha.

Do G1

Uma organização ambiental da Alemanha divulgou nesta semana o nascimento de uma ararinha-azul em cativeiro. O exemplar, batizado de Marcus, tem 19 dias e é a quarta ave desta espécie ameaçada de extinção a nascer este ano na sede da Associação para a Conservação dos Papagaios Ameaçados (ACTB, em inglês), sediada em Berlim.

A ONG, com a ajuda do governo brasileiro, tenta aumentar a população de ararinhas-azuis para que os pássaros possam repovoar o ambiente selvagem e, com isso, se reproduzir. Os animais devem ser trazidos para o Brasil a partir de 2021, estima a associação.

Originária da região de Curaçá, na Bahia, a espécie Cyanopsitta spixii pertence à família dos psitacídeos, que tem patas com dois dedos virados para frente e dois para trás. Alimenta-se de sementes e frutas. Usa o bico para escalar e subir em galhos.
A caça ilegal e a derrubada de vegetação importante para a espécie ajudaram a aumentar a pressão de traficantes de animais sobre a ave, que foi capturada sistematicamente até sumir da natureza.

De acordo com o governo, existem 92 exemplares em cativeiro, dos quais apenas 11 estão no Brasil.

Em outubro passado, dois filhotes nasceram no Brasil, quebrando um jejum de 14 anos sem que fosse registrada no país a reprodução em cativeiro.

De acordo com o Instituto Chico Mendes (ICMBio), ligado ao Ministério do Meio Ambiente, os filhotes nasceram em um criadouro científico do interior de São Paulo.

Exemplares de ararinha-azul nasceram em outubro em um centro de conservação no interior de São Paulo (Foto: Divulgação/ICMBio)
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: