Em caso raro, rinoceronte tem chifre arrancado por caçadores e sobrevive

Em um caso raro, um rinoceronte da África do Sul sobreviveu ao ataque de caçadores ilegais, que retiraram seu chifre após atirarem um dardo tranquilizante, deixando o animal com um ferimento gravíssimo que cobria quase todo seu rosto. Dois dais depois do ataque, funcionários de uma reserva natural encontraram o rinoceronte ferido e, após uma cirurgia, ele sobreviveu. Trata-se de uma fêmea de 4 anos de idade que recebeu o nome de Hope, ou esperança em inglês.
A equipe de veterinários que a atendeu limpou a ferida e aplicou um curativo, além de uma prótese feita de fibra de vidro e parafusos de aço cobrindo o machucado, que mede 50 por 28 cm. "Se pudermos salvar Hope e ela puder voltar e ter filhotes, então ela terá contribuído para a sobrevivência da espécie durante sua vida", diz o veterinário Gerhard Steenkamp, da Universidade de Pretória. Ele faz parte da organização "Saving the Survivors", grupo sul-africano que trata rinocerontes com ferimentos por arma e outros danos produzidos por caçadores ilgais. A demanda por chifres de rinoceronte é alta em partes da Ásia, onde o material é visto como símbolo de status social e utilizado na medicina tradicional, apesar da falta de evidências científicas de que ele possa ter qualquer papel curativo.
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: