Dez animais gigantes que raramente são vistos

Tatu-canastra (Priodontes maximus)
Com peso de até 50 quilos e alcançando no máximo 1,5 metros de comprimento, trata-se da maior espécie de tatu no planeta – mede quase o dobro de seus "primos" na mesma família.
Lula-gigante (Architeuthis)
A lula-gigante é provavelmente o mais abominável de todos os animais gigantes. Seu nome se deve ao fato de seu corpo atingir 5 metros de comprimento, e seu par de tentáculos se estende - fazendo com que seu tamanho final chegue a 13 metros.

Ariranha (Pteronura brasiliensis)
 A ariranha, que vive nos rios ao leste dos Andes, tem o dobro do tamanho da maior espécie da família, podendo chegar a 2 metros de comprimento.O animal vive em habitats abertos em grandes grupos familiares e pode ser facilmente avistado. Mas, enquanto consegue lidar com seus predadores naturais, como o jacaré e a onça-pintada, a ariranha acabou sendo uma grande vítima da caça, provavelmente por causa de sua personalidade dócil e curiosa

Aranha-caçadora-gigante (Heteropoda maxima)
Se o tamanho de uma aranha for medido pelo comprimento de suas pernas, a maior delas atinge 30 centímetros e atende pelo preocupante nome de "aranha-caçadora-gigante". Felizmente, suas atividades predatórias se limitam a insetos.
Peixe-remo (Regalecus glesne)
 Com uma aparência de serpente marinha gigante, o peixe-remo é extremamente achatado e se move pelas águas com ondulações. Suas longas nadadeiras pélvicas parecem remos, e sua cabeça apresenta uma inusitada crista vermelha. Mas sua característica mais impressionante é o tamanho: atinge até 17 metros de comprimento, o que faz dele o maior peixe ósseo do mundo.
'Conraua goliath'
O maior anuro do mundo pode pesar 3,2 quilos – o equivalente a muitos bebês recém-nascidos. Esse sapo pode ser gigantesco, mas como muitos de seus primos anfíbios, é um mestre da camuflagem. Sua cor esverdeada o ajuda a se esconder entre rochas cobertas de musgo.
'Phobaeticus chani'
 Enquanto a maioria dos insetos cabe na palma da mão de qualquer adulto, essa classe de animais também tem os seus gigantes. O maior deles é um bicho-pau que vive em Bornéu, descoberto em 2008. O maior espécime conhecido mede 50 centímetros com as pernas esticadas e hoje faz parte da coleção do Museu de História Natural de Londres.
'Ornithoptera alexandrae'
Na Papua-Nova Guiné vive uma borboleta tão grande que chega a ser confundida com um pássaro. A Ornithoptera alexandrae se concentra em uma pequena área de floresta tropical perto do litoral. O macho é espetacular, com listras azuis-esverdeadas iridescentes sobre suas asas negras aveludadas, e um abdômen amarelo vibrante. A fêmea é um pouco mais discreta, com tonalidades mais beges. Elas, no entanto, são 30% maiores, atingindo uma envergadura recorde de 30 centímetros.
Isópodo gigante (Bathynomus giganteus)
Imagine um tatuzinho com o tamanho de um gato – com 76 centímetros de comprimento e pesando 1,7 quilos. Bem, essa criatura existe e se chama isópodo gigante. Trata-se de um crustáceo, parente distante do camarão e do caranguejo, que vive bem abaixo da superfície marinha. O animal tem o mesmo exoesqueleto rígido que seus primos terrestres, e é capaz de se enrolar como uma bola para se proteger. De cor lilás, tem sete pares de patas, dois pares de antenas e enormes olhos.

'Bubo blakistoni'
A comunidade científica ainda não chegou a um acordo sobre qual espécie de coruja é a maior do mundo, mas a Bubo blakistoni é uma das favoritas – ela chega a pesar 4,6 quilos e tem uma envergadura de quase 2 metros. A espécie foi descoberta pelo naturalista Thomas Blakiston em 1883. Ela vive em florestas próximas de rios na Sibéria, no nordeste da China, na Coreia do Norte e no Japão, e se alimenta primariamente de peixes.
Enviar Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: